Eletrobras definirá modelo de venda de distribuidoras em setembro

Por Rodrigo Polito | Valor

RIO  -  O presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Jr., afirmou na tarde desta sexta-feira que a companhia mantém a meta de privatizar as distribuidoras em dezembro deste ano. Segundo ele, em setembro será concluído o trabalho de avaliação de valor e modelagem de venda das seis empresas. Nesse momento, explicou, será definido se as distribuidoras serão vendidas em conjunto ou separadamente.

Ele afirmou que a companhia também pretende vender participações em 79 sociedades de propósito específico (SPEs) de geração e transmissão até o fim do ano. Com a venda e reorganização das SPEs, o número dessas empresas deve cair de 178 para 48 no primeiro trimestre de 2018, disse.

Ferreira Jr. explicou que, mesmo com a venda dos ativos, a capacidade de geração da Eletrobras vai crescer. Isso porque a venda de ativos deve totalizar 1 mil megawatt (MW) de capacidade instalada e a empresa ainda está construindo usinas com um total de 3,487 mil MW. Assim, o parque gerador da empresa passará de 47,004 mil MW para 49,490 mil MW. O executivo disse que a capacidade de transmissão de energia também crescerá pelo mesmo motivo.

O presidente da Eletrobras afirmou que, mesmo a empresa tendo realizado no primeiro semestre apenas 26,7% do investimento previsto para 2017, a meta de R$ 8,9 bilhões para este ano está mantida. “Estamos caminhando para isso [cumprir a meta de investimento]”, afirmou, lembrando que a companhia já previa investir dois terços do valor no segundo semestre.