Eletrobras: Lucro recua 97,5% no 2º trimestre, para R$ 305,6 milhões

Por Valor | Valor

SÃO PAULO  -  A Centrais Elétricas Brasileiras – Eletrobras - registrou lucro líquido de R$ 305,6 milhões no segundo trimestre de 2017, resultado 97,5% abaixo do lucro líquido de R$ 12,7 bilhões apurado no segundo trimestre de 2016, segundo demonstração de resultados divulgada pela companhia na noite desta quinta-feira. O lucro líquido é o atribuído aos sócios da empresa controladora, base para a distribuição de dividendos.

De acordo com material divulgado pela companhia, o desempenho no trimestre foi influenciado pelo resultado de participações societárias de R$ 1,35 bilhão pelo efeito de portaria de 2016 que estabeleceu as condições de pagamento e remuneração relativa à Rede Básica do Sistema Existente. Também pesaram o passivo a descoberto em controladas no montante de R$ 617 milhões e a reversão de provisões para contingências judiciais, de R$ 306 milhões, referente a processos judiciais de empréstimo compulsório.

Segundo os dados arquivados na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a receita líquida da empresa no segundo trimestre de 2017 foi de R$ 9,0 bilhões, em queda de 72,4% sobre os R$ 32,9 bilhões no segundo trimestre de 2016.

O custo de vendas da companhia recuou 9,9% no segundo trimestre de 2017, para R$ 3,2 bilhões, ante os R$ 3,6 bilhões registrados um ano antes.

O lucro bruto da Eletrobras no segundo trimestre de 2017 foi de R$ 5,8 bilhões, em queda de 80,0% ante os R$ 29,3 bilhões no segundo trimestre de 2016.

As despesas operacionais no segundo trimestre de 2017 foram de R$ 3,3 bilhões, em queda de 48,6% em relação às despesas de R$ 6,4 bilhões registrados um ano antes.

O lucro operacional da Eletrobras no segundo trimestre de 2017 foi de R$ 2,5 bilhões, em queda de 88,8% sobre os R$ 22,9 bilhões do mesmo trimestre do ano anterior.

A despesa financeira líquida da companhia cresceu 64,0% no segundo trimestre de 2017, para R$ 2,0 bilhões, ante R$ 1,2 bilhão um ano antes.